domingo, 4 de janeiro de 2009

A janela


(...)Tudo o que fui de sonho, o eu-outro que tive
Resvala-me pela alma... Negro declive
Resvala, some-se, para sempre se esvai
E da minha consciência um Eu que não obtive
Dentro em mim de mim cai.
Álvaro de Campos in: Viagem

4 comentários:

Nina Jessica disse...

Gosto de coisas assim...simplicidade, meio cnfuso, mas belo...

Marcelo Henrique Marques de Souza disse...

Fernando Pessoa é esse arquivo inesgotável de coisas brilhantes.. Excelente essa que você escolheu, Gê

Beijão

disse...

É, meu caríssimo lindo amigo Marcelo, heterônimos à parte, Pessoa é Pessoa!!! E amo de paixão!
bjk

singamaraja disse...

Visiting you